sábado, julho 02, 2005

Um mundo perfeito

Leio tantas receitas para o mundo escritas por gente sabida, que resolvi aderir à moda.

Pude sem muito esforço imaginar o mundo como seria se fosse perfeito. Eu que sou expressão de perfeição me perguntei sempre do porquê das coisas desiguais e imperfeitas. Seja lá quem fez o mundo, o fez de modo desleixado, pois tudo resultou desequilibrado.

No mundo perfeito a terra seria perfeitamente redonda e descreveria uma órbita circular perfeita ao redor de um sol sem manchas ou explosões, mas ativo e vigoroso como o mais puro dos astros, resplandecendo de emanações hidrogênicas em colisões subatômicas, também estas perfeitas e integrais. Esta órbita descreveria sua revolução em perfeitos cem dias e cada dia teria 10 horas, de modo que dispensaríamos os meses e as semanas e isso já seria um grande passo. As horas teriam 100 minutos e estes 100 segundos. Centesimal é perfeito. A conseqüência imediata deste movimento perfeito é a ausência de estações. Inútil este desequilíbrio. A temperatura na terra seria de 23 graus, de modo constante e evidentemente tudo seria regular e previsível. Nada de folhas pelo chão no outono, pois não existiria outono. Da mesma forma, sem verão, estaríamos livres dos congestionamentos para a praia e não existiriam nem o ventilador e nem o ambulante vendedor de bugigangas. Não teríamos também o biquíni, mas aí temos que considerar que algum preço temos que pagar para podermos viver no mundo perfeito. O inverno é inutilíssimo. Esqui, casacos pesados, árvore de natal, tudo bobagem. 23 graus e pronto. Taí, roupa é inútil. Pra que roupa com 23 graus? Talvez para esconder as vergonhas. Mas que vergonhas teremos no mundo perfeito? Roupas servem inclusive para definir socialmente, e então não teremos nem definições e nem classes sociais. Políticologia, sociologia, antropologia, psicologia, ciências sociais enfim, vão pra lata do lixo. Ótimo. Aliás, as ciências todas são inúteis, pois todos nasceremos sabendo tudo. Medicina não existirá em um mundo sem dores. Porém para não haver a dor do parto, talvez seja melhor não existir o parto, mas a esse ponto devo pensar um pouco mais avante, pois não gostaria de perder o sexo. Veremos como equacionar isso até porque sem parto, não nascemos. Interessante esse ponto. Bem, onde estava? Sim, não existirão nem ódios nem guerras, nem tampouco a fome. Comer evidentemente também será inútil. Bem, é um outro preço um pouco alto, mas para evitar que se produza muito em certos lugares enquanto que em outros morrem à mingua, no nosso mundo hipotético, viveríamos sem nunca comer. Nao se saberá o que é um risoto de funghi ou um prato de feijoada. Nada de camarões, ou queijos, nem vinho, nem uma simples pizza. Pensando bem, poderíamos incluir o comer e também o sexo, somente com função de geração de prazer. No mundo perfeito, o prazer seria disseminado como o ar puro que respiraremos. Isso mesmo, assim será e está decidido. Sendo assim, posto que estaremos todos nus e o prazer de viver finalmente imperará, o sexo será definitivamente livre. Vamos portanto manter o bom e sano sexo e o parto, que pra não ser doloroso basta acrescentar uma bela flexibilidade muscular e tudo resolvido. Perfeito. Mas o mundo é muito mais complexo que isso. Um turbilhão de idéias me assola. Religião? Inútil. Lancemos aos leões estes crentes, ao menos faz espetáculo. Política? Uma bela fogueira ritual, marcando o fim desse câncer que por milênios carcomeu as estruturas saudáveis do que poderia ser a sociedade perfeita. Pensando melhor, acho que estou fazendo fogueiras demais, acho que estou exagerando, estou mandando aos leões seres humanos como eu. O que aconteceu comigo? Como pude pensar uma barbaridade dessas? Acho que é porque não sou mesmo perfeito como pensei no início. Ufa, ainda bem.

14 Comments:

Anonymous Hocus Pocus said...

Caro Paglia Pe Pio


" A perfeição é uma meta/Defendida pelo goleiro/ Que joga na seleção/ E eu não sou Pelé nem nada/ Se muito for sou um Tostão..."

2:33 PM  
Anonymous Patrícia Köhler said...

Putz! Se seu mundo perfeito existisse, que ele abrigasse espaço para blogs. Pois só assim poderia ler textos tão perfeitos como este!

5:53 PM  
Blogger Leila Couceiro said...

Eu gostei do seu mundo perfeito. Só para completar, a extinção do trabalho. Viver só para curtir.

11:15 PM  
Blogger franka said...

eu adoro defeito.

12:01 AM  
Blogger Rafael Reinehr said...

Vai dizer que não são aspequenas imperfeições de todas as coisas que dão a graça na nossa vida.

Por exemplo, qual seria a graça de namorar uma Louise Altenhofen, uma Gisele Bündchen?

Hmmm... Se bem que a Louise tem aquelas sardinhas... E eu sempre achei as canelas da Gisele um pouquinho finas...

1:52 AM  
Blogger Zootv said...

Exelente o seu trabalho..adoro suas palavras..
Continua assim.

2:41 AM  
Blogger Laura said...

Este mundo não teria a graça que tem o teu texto, pode crer. Mas tem umas coisinhas ótimas ai,eu gostei.

8:25 PM  
Blogger appothekaryum said...

Em Matrix, o agente Smith diz a Morpheus que, uma vez eles tentaram construir um mundo perfeito. Não era legal.

Sabe o que eu acho? Que desse jeito que tá não está legal.

8:55 PM  
Anonymous Guilherme said...

Como "Ainda bem"???!!! Você estava quase lá, bicho...

3:12 AM  
Anonymous Anônimo said...

Para mim, um mundo perfeito seria um mundo onde as pessoas só comeriam ( sem engordar ), dormiriam e se divertiriam, tudo no maior luxo e da melhor qualidade. Pensando bem, aí não teríamos do que reclamar.

4:35 AM  
Anonymous pecus said...

Bizarro World.

5:28 AM  
Anonymous tesco said...

Belo exercício. Mas realmente, o mundo perfeito não teria blogs. Pra quê? Se todo mundo estaria se comendo (no bom sentido, afinal as gurras acabaram)uns aos outros?
Abraço.

5:12 PM  
Anonymous Anônimo said...

se voce nao sabe quem fez o mundo nao tem amor no coração pois o maior amor que existe vem de Deus, e ele sim criou o mundo, o mundo pode nao ser perfeito mas Deus ama todos nós que vivemos neste mundo e quem crer e ser fiel a ele até os ultimos dias nesta terra será salvo.Então devemos crer somente nele, adorar somente a ele poi ele nos criou e deu o seu único filho pra morrer por nós.Não sou contra nenhuma religião pelo contrario respeito muito cada uma delas mas eu por ser evangélica creio que um dia Deus libertara o coração dessas pessoas que adoram a ele mas também a estátuas de barro como todos esses tipos de santos, pois a única pessoa que irá atender as nossas orações é Deus.
Reflita sobre isso, e visite uma igreja evangélica mais próxima de sua casa voce verá como sua vida ira mudar dali ora frente, basta somente acreditar.
Bjoks

2:57 PM  
Anonymous Anônimo said...

Bonjour, lixotipoespecial.blogspot.com!
[url=http://viagrafarmacia.fora.pl/ ] viagra en espana[/url] [url=http://medicoviagra.fora.pl/ ] viagra [/url] [url=http://viagrabarata.fora.pl/ ] viagra [/url] [url=http://esviagraonline.fora.pl/ ]vendo viagra online[/url] [url=http://viagramasbarata.fora.pl/ ] viagra [/url] [url=http://escialis.fora.pl/ ]vendo cialis online[/url]

5:15 AM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

More blogs about lixo tipo especial.