quarta-feira, agosto 10, 2005

Não mude de canal, voltamos já já


Fazemos agora uma pausa nas transmissões. Visitante amigo, estaremos de volta da forma jovial, eclética e dinâmica que sempre nos caracterizou em todos estes anos de blog, dentro de precisamente três ou quatro dias para não dizer cinco. Até lá amigos. Vou ver um filme na TV.

17 Comments:

Anonymous anna said...

bom descanso! agora, o costinha, ídolo ao lado de roberto carlos? e a manchete? "lança ex-namorada de vanderlei". de onde?

10:40 PM  
Blogger Leila Couceiro said...

Ha ha ha, Flavio, onde você desenterrou essa revista???? Sabe que a minha professora de alfabetização no Rio de Janeiro era FILHA do Costinha? Mas eu nunca cheguei a vê-lo lá na escola.

10:53 PM  
Anonymous Viva said...

Noooossa! Onde você desencavou isso? Não me diga que é do seu arquivo pessoal.
Gostei muito do comentário que você colocou lá no Idelber,sobre a eleição que ele promoveu. Só tive um pouco de dificuldade de me concentrar no texto imaginando você, aham, se preparando pra entrar no banho, rs.

11:00 PM  
Blogger lima said...

Flavio,
Bom descanso.
Eu, aqui doida pra me aposentar e vc catando cliente? Pirou?
Acho que é trauma: trabalhar, trabalhar...
vai dormir, e volta com a corda toda.
Adorei o texto.
abraço, garoto

5:55 AM  
Blogger Allan Robert P. J. said...

Tenho a impressão de que você irá morrer de tédio com a tv. Melhor alugar uns filmes. Ler jornal velho também pode ser uma opção, do tipo "ontem e hoje". Garimpe afirmações antigas dos políticos (no caso de Berlusconi, nem precisa ser velha) e a diversão estará garantida.
Ciao

7:55 AM  
Anonymous nora borges said...

Nossa! De onde desencavou essa revista?
Flávio, fui reler os comentários e vi sua luta corporal com a linda e maravilhosa mariposa que dança sobre minha página azul... como se atreve??? esmurrar uma coisica tão linda?!
Jerry Adriani... é muito passado! "parece que eu sabia, que hoje era o dia... de tudo terminaaaaarrr" E eu escutando o sujeito aqui, entranhado no ouvido de quando era uma menina!
Adorei!

11:38 AM  
Anonymous Rafael Reinehr said...

Flavio, acerca do seu comentário no blog da Dalila, sobre a loucura, gostaria de deixar aqui minha impressão (é um copy and paste do comentário lá):

"Discordo parcialmente. Falo com a restrita propriedade de quem já visitou um manicômio e de quem visita diariamente a questão da luta antimanicomial por ter, em casa, uma pessoa diretamente ligada à ela.

Muitos daqueles que chamamos de loucos, sim, dizem muitas verdades que gostaríamos de ter dito ou feito "Loucuras" que poderíamos admirar se não estivéssemos atados com tantas amarras por esta nossa sociedade manipuladora. Isso sim é algo inegável: o poder midiático sobre nossos desejos e crnças. Escapulir disso, de um momento para outro, pode sim parecer loucura, mas na verdade é o que mais se aproxima de uma liberdade plena - se é que esta exite em um mundo real. Solidão, sim, concordo com você. Os "loucos" são, sim, solitários enquanto internados em um manicômio, onde os funcionários da casa só pensam em lhes entregar os medicamentos na hora - ou até antes da hora - para que não "incomodem", enquanto esperam o horário do seu turno acabar.

Pergunto agora: já estivestes em um CAPS (Centro de Atenção Psicossocial)? O CAPS é a alternativa que muitas cidades estão encontrando para desinstitucionalizar, humanizar e iincorporar muitos destes "loucos" aos quais não era oferecido tratamento digno. E o que se descobre quando os "loucos" são gradativamente inseridos na sociedade. A resposta é gritante: os "loucos" não são tão loucos quanto nós pensávamos, enquanto os víamos jogados no manicômio. Eles tem sentimento, percepções de mundo iguais às nossas em boa parte do seu dia. Conseguem ter noção correta do seu corpo, saber que as medicações que usam modificam seu sentir e seu pensar... Passam a ser mais normais que de costume. Mais normais que nossa visão distanciada e pouco profunda consegue perceber.

Já dizia Caetano: de perto ninguém é normal. Ao que eu ouso livremente modificar: de perto ninguém é anormal.

Um fraterno amplexo e certo de que este tema poderiam muito bem ser discutido por horas a fio em uma roda de chimarrão."

2:36 PM  
Anonymous pecus said...

TV é um dos meus inúmeros vícios.

3:48 PM  
Blogger Lena said...

Volta logo,menino!

4:40 PM  
Anonymous Patrícia Köhler said...

Nossa, saíram até umas traças do monitor quando abri este seu post! rs
Quem é a mocinha na revista, Flávio? Me pareceu a Míriam Rios (ou Myriam, sei lá), é ela?

5:58 AM  
Blogger Denise Arcoverde said...

Hehehehehe... só você, Flavio...

Olha, ADOREI o CD! obrigadíssima :)

6:17 PM  
Anonymous Yvonne said...

Caramba!!! Vale a pena ver de novo? De onde saiu essa? Bom descanso e volte logo. Beijocas

6:22 PM  
Blogger Denise Arcoverde said...

Hummmmm... nada ainda por aqui...

4:09 PM  
Blogger Alline said...

Férias!!! Ai, que delícia...do lado de cá do Equador eu não sei o que é isso não.
Aproveite e tome muito gelato por mim.
Baci

5:53 PM  
Blogger Lena said...

Flavio, passei para te desejar um feliz dia dos pais. Volta logo que estou com saudade do teu humor maravilhoso. Bjo para vc e a família!

7:10 PM  
Anonymous Roberta Febran said...

Pôxa, todo mundo tem direito a férias menos... Eu?! ô.Õ (comentário hipócrita de alguém que se manteve mais de dez dias longe do próprio blog, mas enfim...)

10:21 AM  
Anonymous christiana said...

Cadê você, Flavito?? Foi prum Spa, tomar banho de lama sulfurosa do Mediterrâneo? Hummmm, que inveja... e nós aqui tendo que nos contetar com lama de Brasília, mesmo...
Beijos, saudades. E feliz dia dos pais (com pequeno atraso).

7:07 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

More blogs about lixo tipo especial.