segunda-feira, setembro 05, 2005

Rapidinhas

-Grande, ou melhor, enorme sucesso ontem a Festa della lumaca, ou seja, a festa da lesma aqui no bairro onde moro. A já tradicional manifestação acontece sempre no final do verão e se constitui em uma das mais concorridas reuniões de comilões e beberrões dessas bandas ao lado da Sagra Polenta e Mortadela que não precisa explicar o que é e a Pan, Bondola e Vin que quer dizer, pão, mortadela e vinho. Degustação de pratos com a lesminha e jogos para todas as idades compõe o quadro que se vê na praça do Pernone. O ponto alto da festa foi o tradicional baile com a tradicional banda e as tradicionais musicas de sempre. O ritmo mais moderno que se ouviu ontem foi um twist. Foi ótimo.


-Caso curioso esta semana. Em Rovereto, cidade a 20 Km daqui, uma senhora aparentando 65 anos entrou em um banco logo depois do fechamento alegando problemas com o cartão magnético. Quando dentro do banco, sacou uma pistola e anunciando suas intenções assaltantes limpou os caixas, aliviando de 10 mil euros a instituição de crédito. Não bastasse, no dia seguinte os jornais noticiavam o fato ao lado dos comentários da população que está francamente a favor da velhinha. Ninguém condenou o ato talvez de desespero da mulher que pela idade, seguramente vive com uma mísera aposentadoria. Isso quer dizer que a moda tem tudo pra pegar.


-A Itália é um país de velhos. A média de idade aumenta de ano a ano e algumas prefeituras pagam até mil euros para o casal que tem um filho, como forma de incentivo. Isso porque dentro de poucos anos faltará mão de obra e teremos um país de aposentados assaltantes desesperados. Bem, um povo que come lesmas, ao menos de fome é difícil que morra.

18 Comments:

Anonymous Afonso said...

Na China proíbem mais de um filho; aí incentivam. Esse mundo tá no fim... e ainda comem lesmas, blerghhh, hehe abs

1:15 PM  
Anonymous Sandra said...

hahaha...
Pagam bem aí?? Já tenho um filho... Posso até providenciar outro!!! E quando ficar velha assalto supermercados (não quero concorrer!!!). Mas... a gente pode deixar as lesminhas de fora???

1:56 PM  
Anonymous pecus said...

Você comeu? Aposto que sim. É bom? Também aposto.

3:52 PM  
Anonymous Mônica said...

Tb estou curiosa pra saber se vc comeu as lesmas. Eu já!
Beijos

6:15 PM  
Anonymous Leila said...

Bem, 65 anos não é tão idosa assim... Minha sogra tem 60 e poucos anos e me deixa pra trás na bicicleta, anda de caiaque e o escambau.

E qual é o gosto da lesma, Flavio?

6:25 PM  
Blogger Flavio Prada said...

Afonso, o equilibrio é tão mais precário quanto maior o numero de elementos ou variaveis do sistema.

Sandra, Mil euros é um incentivo, não dá pra nada. Mas mesmo com incentivo poucos querem ter filhos aqui.

Pecus, Eu não comi, eu como, sempre que tem. Não é bom, é delicioso. Mas tem um cheirinho meio esquisito.

Mônica, Ver resposta ao Pecus. Mas é bom, nao é?

Leila, se usei o termo velhinha é para chamar a atenção para o fato de que começa a bater o desespero nos aposentados da fase Euro com a inflação mascarada e o escambau. Meu pai fez 90 anos em fevereiro e é um que não sacou ainda que é velho. Me chama para jogar tenis etc. Não tem aqui nenhum tipo de discriminação, ao contrário.
Quanto a lesma, tem gosto de lesma, pô como vou definir um sabor? Como um fruto do mar que acredita ser uma rã. Ah, sei lá, experimenta, é bom.

8:10 PM  
Anonymous Claus Rodarte said...

Uns comem fast food, outros lesma...

8:30 PM  
Anonymous Cynthia said...

Mas lesma é a carne de caça ideal pra quem já passou dos 60. Afinal, é pouco provável que ela consiga correr mais que o caçador... ;o)

10:36 PM  
Anonymous Viva said...

A China podia exportar casais pra Itália! Como é que ninguém pensou nisso antes? Não sei se os chineses comem lesma... as parece que comem cachorro.
Uma pergunta: lesma faz parte dessa nova tendência chamada slow food ?

11:06 PM  
Anonymous Ana Maria said...

Flavio, interessante a história da velhinha assaltante. Estive recentemente em Barcelona e um senhor aparentando ter uns setenta anos, de terno, me pediu esmola. Fiquei tão surpresa com o pedido que acabei dando as moedas que estavam na minha mão.

11:14 PM  
Anonymous Juliano said...

O problema do envelhecimento da população se repete na maioria dos países europeus.

Vai entender... Os braços trabalhadores diminuem e o xenofobismo aumenta.

1:58 AM  
Anonymous Tec Lado said...

Enquanto não houver a invasão das lesmas assassinas, tudo bem, você estará seguro.

4:12 AM  
Anonymous Patrícia Köhler said...

Muito bom seu post e os comentários, Flavio! Será que comer lesmas faria bem às crianças consideradas hiperativas?? :)
Beijos. E cuidado com as "velhinhas"! rs

5:55 AM  
Anonymous Mônica said...

Lesminha... queria ver a cara desse bichinho.

E a velhinha, hein? Aliás, você relacionou uma história com a outra de um jeito super legal.

"Bem, um povo que come lesmas, ao menos de fome é difícil que morra."

HEHEHEHEHEHEHEHE!

6:32 AM  
Blogger Laura said...

Lá em Cabo frio o jardim era cheio de lesmas, eu gostava de colocar sale ve-las desmanchar qdo era menina, perversinha, né?
Tenho dois meninos, vou mudar para ai, vc me adota?

8:12 PM  
Anonymous peri s. c. said...

lesma é aí entendida como slow food?

1:23 AM  
Blogger Denise Arcoverde said...

Quero virar uma velhinha dessas... e ainda conto tudo no blog... hehehe...

7:51 AM  
Anonymous fernando cals said...

Oi, Flavio
Por aqui, Pindorama, a grande admiração brasileira é um grupo de ladrões, nenhum velhinho, que assaltaram um banco e levaram 165 milhões de reais. Certamente a notícia já chegou por aí.
A policia, até o momento, só recuperou 6 milhões. Dizem eles.
Vai saber.
Da velhinha, meus respeitos e admiração.
Quanto as lesmas, tô fora.
Sou véio, mas tenho paladar.
Abração
fernando cals

10:54 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

More blogs about lixo tipo especial.